A estrada não seguida

em sábado, março 12, 2011
(tradução livre)
Duas estradas divergiam em um bosque amarelo
e lamentando não poder seguir por ambas
e ser um viajante, longamente eu permaneci
e olhei uma delas até o mais longe que pude,
para onde ela sumia entre os arbustos.
-
Então, segui a outra, igualmente bela
e tendo talvez clamor maior
porque era gramada e convidativa;
Embora quanto a isso, as passagens
houvessem lhes desgastado quase que o mesmo,
-
e ambas naquela manhã se estendiam
em folhas que nenhum passo enegrecera,
Oh, eu guardei a primeira para um outro dia!
Contudo, sabendo como um caminho leva a outro,
eu duvidei de que um dia voltasse.
-
Eu estarei contando isso com um suspiro
a eras e eras daqui:
Duas estradas divergiam em um bosque, e eu –
Eu escolhi a menos percorrida,
e isto fez toda a diferença.
Robert Frost - 1915
Ps. Eu escolhi a menos percorrida, e isso realmente faz toda a diferença.
Postado por Letícia Christmann

2 comentários:

naty! disse...

Adorei o texto!

tem selinho pra vcs lá no meu blog!

Bjus,Naty!

Rebeca Postigo disse...

Amei!!!

Bjs

 
imagem do banner Design