O essencial dinheiro não compra, não!

em sexta-feira, outubro 02, 2009
Qual é o poder de compra do dinheiro? Ele compra felicidade? Compra amizade?
Há quem acredite que dinheiro compra absolutamente tudo, que que tem dinheiro, é feliz e não tem problemas, não tem do que se queixar. Engano.
Dinheiro não tem o poder de comprar tudo o que há nesse mundo. O poder dele, sinto dizer, é limitado ao que pode se diz respeito a plenitude do que é se sentir feliz e realizado.
Aquelas belas notas e com valores cada vez mais altos podem, com certeza, nos proporcionar momentos alegres e, até, inesquecíveis - mas esses momentos de nada adiantam se não se é feliz, se a própria alma está despedaçada e descontente, se não se pode compartilhar desses momentos com pessoas que nós amamos e que nos amem verdadeiramente também.
Tantos ricos, por assim dizer, são vazios e buscam em coisas inúteis a satisfação e um pouco de alegria para os seus corações.
Compram prazer - prazer falso, "profissional". Não há verdade, não há sentimento, é o poder do dinheiro.
É poder, mesmo? Não há poder nisso, é só ilusão, enganação. Ao invés de investir em coisas válidas, para o bem geral, que, consequentemente, trará um bem à quem o fizer, uma satisfação para a alma que nunca se perderá.

"Quando um homem diz: 'O dinheiro compra tudo', a coisa fica clara - ele não tem dinheiro." (Ed Howe)

Frase verdadeiríssima.
Quantas vezes vimos pessoas riquíssimas morrerem de males incuráveis, mas tendo tanto dinheiro?
Claro, o dinheiro ajudou a combater a doença e tudo o mais, mas não foi possível a cura.
Dinheiro não compra saúde, não compra amor, não compra sabedoria, não compra felicidade, não compra amigos de verdade.
Dinheiro compra pessoas fracas e inescrupulosas, luxos e prazeres passageiros (e bota passageiros nisso!).
Vemos praticamente a todo o tempo os "poderosos" se safarem de punições por calarem a boca da justiça com um montante de dinheiro. Mas, veja bem, eles não compram a justiça. Eles usam de leviandade, compram pessoas igualmente levianas, que são tidas como "justas".
Jamais compraram a justiça, jamais!
O fato é que as pessoas se deixaram contaminar pela ambição. Ambicionam serem ricas, terem tudo o que querem: desde carro importado à diamantes nos dedos, pescoços e em todos os lugares possíveis do corpo. Querem dinheiro para se exibirem, ou não. Muitas vezes se tratam de pessoas vazias e sem sabedoria. Acham que, quando tiverem dinheiro, serão completas e poderão comprar e, consequentemente, ter o que quiserem graças ao dinheiro.
Então, se corrompem, são a ambição em pessoa, chegam aonde queriam: são riquíssimas.
O "poder" está nas mãos delas. Então, as tais pessoas descobrem que o que é, verdadeiramente, que dinheiro não compra tudo, que elas ainda permanecem vazias, que precisam se encontrar e entender qual é esse vazio. Entendem que o indispensável para serem felizes e completas valor monetário nenhum pode comprar.
Portanto, não se iludam, não digam: "Quando eu for uma pessoa rica, serei feliz e completa."
Entenda, de uma vez por todas, que felicidade não se compra, se tem gratuitamente conosco mesmos - entendendo-nos, encontrando-nos com nós mesmos -, com quem amamos, com os deleites naturais - um pôr-do-sol na praia, o canto dos pássaros, um abraço sincero.
Reafirmo: as coisas indispensáveis, que acarinham as nossas almas e nos fazem as pessoas mais completas e felizes, não tem preço!

(Erica Ferro)

4 comentários:

Buba. disse...

Cara, eu sempre disse que dinheiro comprava a felicidade, sim. Ou melhor, ele não comprava, ele dava o dinheiro pra alguém ir lá fazer isso por ele. Eu ainda acho que o dinheiro pode nos proporcionar momentos ma-ra-vi-lho-sos, mas como você mesmo disse, de que adianta isso, se não vamos ter as pessoas que amamos com a gente pra compartilhar, né? Muito bom o texto!

Natália disse...

Na verdade o R$ compra a felicidade artificial. beijos

Ana Seerig disse...

Resumidamente, 'dinheiro não traz felicidade'.

Texto absolutamente ótimo!

Mil vezes parabéns!

Letícia disse...

me lembrou o trecho:
"O que o dinheiro não compra você tem que conquistar... Se pudessem comprar minha confiança, com um xaveco barato já teriam comprado... Se pudessem comprar minha confiança, com um tapinha nas costas já teriam comprado..."
Bem frase para políticos.

só tenho a certeza de uma coisa: tudo que vem fácil, vai embora fácil. Esse negócio de felicidade é conquistada... Se vem fácil, vai embora fácil...

e vc é sempre sempre sempre foda srta Ferro.

 
imagem do banner Design