Formato mínimo

em segunda-feira, fevereiro 01, 2010

Formato Mínimo - Skank

Começou de súbito
A festa estava mesmo ótima
Ela procurava um príncipe
Ele procurava a próxima

Ele reparou nos óculos
Ela reparou nas vírgulas
Ele ofereceu-lhe um ácido
E ela achou aquilo o máximo

Os lábios se tocaram ásperos
Em beijos de tirar o fôlego
Tímidos, transaram trôpegos
E ávidos, gozaram rápido

Ele procurava álibis
Ela flutuava lépida
Ele sucumbia ao pânico
E ela descansava lívida

O medo redigiu-se ínfimo
E ele percebeu a dádiva
Declarou-se dela, o súdito
Desenhou-se a história trágica

Ele, enfim, dormiu apático
Na noite segredosa e cálida
Ela despertou-se tímida
Feita do desejo, a vítima

Fugiu dali tão rápido
Caminhando passos tétricos
Amor em sua mente épico
Transformado em jogo cínico

Para ele, uma transa típica
O amor em seu formato mínimo
O corpo se expressando clínico
Da triste solidão, a rúbrica







A letra dessa música é pura poesia, concordam? E me lembra a forma que uma pessoa que eu admiro muito (e gosto muito, secretamente, claro) escreve.
Melhor encerrar por aqui, antes que eu acabe revelando o que eu não posso revelar.

Postado por Erica Ferro

6 comentários:

Jééh disse...

uma linda música, que com certeza nos fala muito, e muits coisas^^

Natália disse...

Concordo que é a mais pura poesia.

Cara, mesmo tu não querendo revelar, sempre revela. haha
BEIJO

Letícia disse...

Ahnn quem será que te apresentou a música??

ela é mara mesmo *-*

Ana Seerig disse...

Música antiguinha já, mas um clássico do Skank!

Secretamente?? ihhh, quero ver se pra mim é secreto também isso... =P

Beijo, Ericona!

Rebeca Postigo disse...

Realmente...
Pura poesia...
Mas...
Hummm...
Acho que a dona Erica anda apaixonada...
Quem será???
Brincadeira...

Bjs

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse...

Sim, pura poesia! Como é ruim quando as pessoas não levam o sentimento dos outros a sério, hein?

Hum, fiquei com vontade de ler algo dessa sua pessoa admirada...

 
imagem do banner Design