Meu Amor, Minha Flor, Minha Menina

em domingo, novembro 29, 2009

Meu amor, minha flor, minha menina
Solidão não cura com aspirina
Tanto que eu queria o teu amor

Vem me trazer calor, fervor, fervura
Me vestir do terno da ternura
Sexo também é bom negócio
O melhor da vida é isso e ócio
Isso e ócio

Minha cara, minha Carolina
A saudade ainda vai bater no teto
Até um canalha precisa de afeto
Dor não cura com penicilina

Meu amor, minha flor, minha menina
Tanto que eu queria o teu amor
Tanto amor em mim como um quebranto
Tanto amor em mim, em ti nem tanto

Minha cora, minha coralina
mais que um goiás de amor carrego
destino de violeiro cego

Há mais solidão no aeroporto
Que num quarto de hotel barato
Antes o atrito que o contrato

Telefone não basta ao desejo
O que mais invejo é o que não vejo
O céu é azul, o mar também

Se bem que o mar as vezes muda,
Não suporto livros de auto-ajuda
Vem me ajudar, me dá seu bem

Meu amor, minha flor, minha menina
Tanto que eu queria o teu amor
Tanto amor em mim como um quebranto
Tanto amor em mim, em ti nem tanto

(Meu amor, minha flor, minha menina - Zeca Baleiro)



Postado por Erica Ferro

2 comentários:

Jééh disse...

não tem como negar, Zeca Baleiro é O Cara tenho o maior orgulho de poder dizer que sou Conterânea dele, varias musicas dele faz parte da minha playlist inclusive essa ^^

Natália disse...

Adoro ele :D

 
imagem do banner Design