Tem gente que chega pra ficar... Tem gente que vai pra nunca mais...

em sábado, dezembro 12, 2009
"E ali, logo em frente, a esperar pela gente... O futuro está! E o futuro é uma astronave que tentamos pilotar..." - Toquinho

Fim de ano. Despedidas, lágrimas, saudades, sensação de vazio... Vê-se tudo que foi bom durante um bom tempo, que fez a diferença o ano todo se desfazer. Aquela turma com a qual você sorriu o ano inteiro que foi a mesma que te abraçou quando você precisou. Aquele grupo de amigos que se via todo dia, agora cada um encaminhando-se para o seu canto. Até o cobrador do ônibus que você podia dar boa noite e dizer "tudo certo corinthiano?" já é algo que faz parte do passado.
Tantos planos pela frente... Tantas condições para eles acontecerem...
É engraçado como as coisas tendem a ser diferentes a partir de uma idade né?!
Pergunto-me: quantos amigos de infância me acompanham até hoje? Uma. Quantos amigos de escola continuam comigo quando eu preciso, não que eu veja todo dia, mas que eu sei o que se passa na vida? Se muito, duas.
O fim assusta. Deveria ser anunciante de um novo começo. Mas quando aparece "The End" no filme, você nunca mais vai saber o que aconteceu depois do beijo dos noivos. Pode vir a continuação, o três, o décimo. Depois daquele beijo, as coisas ficam escuras.
O fim é escuro, é incerto. A convivência exige amizade. A distância, necessita dela. E só amizades que sobrevivem a distância são verdadeiras.
Todos os anos construímos muitos amigos. Alguns mais próximos, outros mais distantes. Mas sempre o desafio de continuar a amizade depois de uma etapa terminada é o mais assustador.
Sinto falta de ter tantos amigos. Daquele grupo grande de brincar de polícia e ladrão. Cadê todo mundo? Sim, um está trabalhando na Sony. Outros tantos fazendo cursinhos pré vestibulares (biologia, medicina, direito, administração, farmácia USP!). Outro com casamento marcado para o mês que vem. Outra, morando em Porto Seguro e só na vida boa... Outro já mudou para o céu. Só que, os que mais me assustam, são aqueles que sumiram. Que mudaram e nunca mais deram notícias. Que eu não sei se estão vivos, se estão bem. Que faz anos que não vejo o sorriso, o brilho nos olhos. Que não passo correndo na rua e pergunto se está bem as pressas para não perder o ônibus. Estes deixam um buraco negro no meu coração, e é com esses que acho que me preocupo mais. Por não poder abraçar, acolher. Por serem especiais e não poderem se sentir assim. Eu tenho colos para deitar, ombros para chorar, amigos para abraçar... E eles?
O futuro é intrigante... Eu diria assustador. Mas eu tenho uma certeza: o querer de todo o meu presente, namorado, amigos, família... Quero que todos façam parte dele. Porque eu nunca fui tão feliz na minha vida!
Letícia Christmann

3 comentários:

Jééh disse...

nossa esse texto me lembrou muito 'A Lista' musica de 'Oswaldo Montenegro'

♫ Faça uma lista de grandes amigos
Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia
Quantos você já não encontra mais ♫


como vc escolher para o titulo "tem gnt que chaga pra ficar, tem gnt que vai pra nunca mais" :/
A Lista

Natália disse...

Tempo de balanço.Beijos

Erica Ferro disse...

E o que importa é que estás feliz.
O passado deve ser lembrado, mas não lamentado.
O futuro é daqui a um segundo. Portanto, VIVAMOS!

Beijo.
Belíssimo texto.

 
imagem do banner Design