Os loucos também amam

em sábado, janeiro 15, 2011
Você diz que eu não te amo
Acha que não se ama o que não se pode ver
O que não se pode tocar

Talvez eu não te ame
Só penso em você mais vezes do que eu queria
Apenas sinto a necessidade de sentir o quão confortável
seja o seu abraço

Não, isso não significa que eu te ame
É, talvez não signifique mesmo

Porém, como posso classificar isso, então?
Loucura?
Mas, ora, os loucos também amam!

(Erica Ferro)

3 comentários:

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse...

Uau, Ericona!

E quem disse que é preciso haver toque, ou até haver presença para que haja amor? Ao contrário, aqueles que só "amam" o que está próximo a si, os que não sabem o verdadeiro sentido da palavra saudade, provavelmente não sabem amar, nunca amaram.

E cada vez mais me convenço de que sou uma dessas loucas (mas não conta pra ninguém, viu?).

*

Letícia disse...

Sim, os loucos também amam!

Deve ser por isso que eu tb amo...

A-d-o-r-e-i!

Rebeca Postigo disse...

Ok...
Sou louca e amo do meu jeito...
Hehehe...
Adorei teu poema Erica!!!

Bjs

 
imagem do banner Design