Sobre o amor

em sábado, julho 17, 2010
É por amor que te abraço,
Por amor, te beijo...
Por amor, velo teu sono...
Por amor, guardo (e sinto ainda!) teu cheiro...
Por amor, sinto saudade...
Por amor, conto as horas, os dias ou até os anos pra te ver...
Por amor, sorrisos infinitos...
Por amor, lágrimas incontáveis...
Por amor, lembranças eternas...
Por amor, amizade...
Por amor, cuido de ti...
E, é por amor, que essa distância parece tão grande,
E eu, por amor, me distancio mais.
Por quê?
Porque o amor é esse paradoxo:
Do doer e não doer;
Do rir e do chorar;
Do pensar e do sentir.

Letícia Christmann

5 comentários:

gabriela marques. disse...

Maravilhoso! *-*
O amor é mesmo um paradoxo.

Kenny Rogers disse...

Muito lindo, me reconheço nos seus versos.
vc é boa menina, continue assim.
bjos

Karol Coelho disse...

Lindo, Lê!

Principalmente os 4 últimos versos!
Liiindo! Simplesmente, calmamente...

Beeeijo.

Vanessa disse...

Lindo,né?
Por amor tudo fazer é ele e realmente um paradoxo.

Erica Ferro disse...

Por amor [e de amor] vivemos.

Belo, Lê!

=*

 
imagem do banner Design